Administração de Conflitos

conflitos

O que atrai as pessoas é ver no outro o que admira em si, as pessoas se identificam pelas escolhas em comum, gostos, preferências e até forma de se comportar.

Preferimos trabalhar com aqueles que pensam como nós e ambos admiram as suas forças e compreendem as fraquezas.

O que impede as pessoas de conviverem em paz continuamente é a forma de enxergar e interpretar o mundo. Existem muitas influências que impactam na interpretação das situações.

  • Experiências vividas
  • Aspectos culturais
  • Questões ambientais
  • Características físicas e de personalidade
  • Outros …

 

A forma como percebemos o mundo irá impactar diretamente na interpretação, julgamento e tomada de decisões.

 

Vejam a figura abaixo, por exemplo, o que você vê?

percepção 2

 

Alguns verão uma moça e outros, uma senhora. Quem está certo? Quem vê a moça ou quem vê a senhora? Os dois estão certos.

Com isso, podemos dizer que não há uma verdade absoluta, mas uma forma diferente de se perceber e interpretar.

O que acontece nos relacionamentos, não se sabe muito bem o porque, é que somos estimulados a “ter” que ter razão, como se alguém tivesse que ganhar a discussão e o outro perder.

Como ninguém quer perder a razão, as discussões são infinitas.

Muitas vezes tomamos decisões sem interpretar, analisar e compreender o todo de uma situação. Isso significa que precisamos entender o outro lado da história. Checar o que realmente aconteceu, conhecer o fato real.

É importante compreender o que houve antes de realizar interpretações de forma impulsiva, a qual poderá ser desastroso e gerar impactos não muito satisfatórios, assim como, inimizades, mágoas e discussões.

Para termos atitudes mais adequadas e menos embaraçosas nos relacionamentos, sejam eles amorosos, familiares ou profissionais, gostaria de recomendar uma ferramenta chamada “Escada de Inferência” ou “Escada de Julgamento”, desenhada por Chris Argyris , um líder em aprendizagem organizacional, onde explico com maior profundidade no Workshop – Impactos da Inteligência Emocional nos Relacionamentos.

O julgamento ou inferência poderá nos induzir para conclusões de uma situação não muito real ou justa, normalmente nestes casos, as decisões são baseadas em premissas.

Veja como isso acontece:

Imagine que você chegou no seu escritório pela manhã e se deparou com seu colaborador nesta cena:

download

1º. Degrau – Dados da Realidade:

Roberto esta com vários papéis espalhados na mesa, com a cabeça baixa e mãos sobre a cabeça.

2º. Degrau – Interpretação

“Roberto está com um problema no serviço e não sabe como resolver e nem deve ter dormido direito.”

3º. Degrau – Julgamentos e Opiniões

(Surge com interpretações + “valores”+ modelos mentais. Ameaça ou Oportunidade?)

“Roberto não tem formação e experiência adequadas para o cargo de Gerente, ele é um incompetente!”

4º. Degrau – Ações baseadas nas conclusões

“Será melhor afastar Roberto deste projeto, ele não está preparado.”

Contudo, poderei administrar a situação de outra forma, simplesmente entendendo o que realmente está acontecendo.

Ao conversar com meu colaborador, ele comenta que está passando por um problema sério de família, certamente depois da explicação, a decisão será outra.

O fato é que todos nós temos padrões mentais, os quais nos impulsionam a tomar decisões sem pensar, o que geralmente causa stress, conflitos e desgaste nos relacionamentos e em muitas situações poderá causar rompimentos, em relações profissionais, afetivas e outras.

Todos nós julgamos, isso é inerente ao ser humano, entretanto, cabe a nós temos ciência de que não podemos tomar decisões baseado em premissas e inferências, temos que nos certificar do que está ocorrendo primeiramente.

Esta atitude poderá salvar, seu emprego, seu casamento, sua vida.

Administrar suas emoções, controlar sua ansiedade, pensar antes de agir, é o caminho mais saudável para levar uma vida mais saudável e agradável.

Caso seja muito difícil e tenha dificuldades, procure ajuda de um profissional, assim como, Psicólogo, Psicanalista, Coach ou Terapeuta.

 

By Márcia Lopes

(Psicóloga, Psicoterapeuta Cognitivo Comportamental, Coach, Consultora em Recursos Humanos e Consteladora Sistêmica)

E-mail: contato@marcialopes.psc.br

 

Márcia Lopes

One thought on “Administração de Conflitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *